sexta-feira, 30 de março de 2018

Mini-Super-Poder

Alinha seis ou sete bonecos, que ela diz que são super-heróis. A pelo menos cinco deles aplica um pequeno elástico que, segundo ela, confere a cada um desses bonecos um determinado super-poder (a mecânica - ou ciência - com que isso se explica detalhadamente escapa-me, confesso). Acontece que - pelo menos, parece-me; foi com essa impressão que fiquei ao ouvir a pormenorizada explicação que me "ofereceu" pelo telefone - dois dos bonecos não tiveram direito a elástico (ela só deve ter encontrado 5 elásticos).

Problema? Solução!

O maior desses dois bonecos tem o super-poder de... comunicar.
Chama-se, diz ela, o Super-Comunicador. Que não precisa de um super-poder providenciado por um... "super-elástico" (?...) para conseguir comunicar (pelos vistos, telepaticamente) com os companheiros.

O mais pequeno... bem... o mais pequeno tem o mais eficaz super-poder de todos estes super-heróis.
Tem o poder de se enfiar entre a roupa e a pele dos vilões e... fazer-lhes cócegas.


terça-feira, 16 de maio de 2017

Não percebo as mulheres

Eu, 41 anos de idade, casado com uma mulher da minha idade, pai de uma menina a caminho dos 8 anos:

- Então a professora pediu a morada de postal de todos para quê? Para mandarem cartas uns aos outros?

Ela, a tal criança que Deus quis fosse do género feminino:

- Sim. Cada um escolhia a quem escrevia uma carta.

- Tu escolheste quem? O B.?

- Sim, escolhi o B.

- Mas o J. é que é o teu namorado!...

- Pai... já te disse que eu e o B. somos só amigos...

- Mas ao escolher a quem querias eacrever uma carta, escolheste logo o B., certo?

- Sim.

- E não o J.

- Que é o meu namorado.

- Então, mas... se o J. é o teu namorado por que raio escolheste logo o B. para mandar a carta?!

- Eu gosto do J.!!!

- Não foi isso que eu perguntei. Repito: Mas foi o B. que escolheste para escrever uma carta, certo?

- Eu gosto do J.! E eu e o B. somos só amigos!

- Mas, assim de repente, quando te colocaram a questão de com quem te quererias corresponder, escolheste o B.

- PAI!!!!

Conclusão: Não percebo as mulheres.

sábado, 31 de dezembro de 2016

A atarefada

[A apanhar laranjas...]

- Balu, não te vás embora! Preciso da tua ajuda!
- Ó Pai... eu não posso estar aqui o dia todo!!! [vai-se embora]
- Então...? Tens algum compromisso, é?
- Sim! E eu nem sei o que é um compromisso!

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Amor por conveniência

Depois de ouvir a campanha da Liga NOS baseada na canção "Só gosto de ti", dos Heróis do Mar, ela quis que eu lhe mostrasse o original*.

Encontrei uma versão Karaoke, o que foi positivo, porque assim ela ficou a conhecer a letra da canção. E aí é que a coisa tomou um rumo inesperado. Neste verso do refrão... 


... ela confessou:

"Pai, eu pensava que era 'Mas convém assim' e, afinal, não é! É 'Mas estou bem assim'..."

Pensei para comigo que talvez tenha sido pelo melhor que o primeiro contacto dela com a realidade das relações por mera conveniência tenha sido este, inocente e inconsequente. Ainda para mais, logo a seguir, ela completou o raciocínio:

"Gosto mais desta maneira. 'Mas estou bem assim' é melhor que 'Mas convém assim', não achas?"

Acho.


= = =


* [que, já agora, não se encontra - pelo menos, não facilmente - online;  desconfio que, precisamente, por causa da nova campanha - o que lamento, sinceramente].

Força nisso, Trenga!

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Fashionstein



Boneca Playmobil
Botas Polly Pocket Maxi
Mala Pin y Pon
Saia Barriguitas

A minha filha é:
a) uma potencial fashion adviser,
ou,
b) uma futura Frankenstein em estágio?

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

O duche-delay porque... (terei uma filha felina?...)

[Às 18:55]

- Balu, vamos aproveitar e tomas um duche antes do jantar. Assim ficas já com o banho tomado agora e não tens de tomá-lo antes de deitar.
- NÃÃÃO!!! Agora não!!!
- ?!... Então porquê?
- Não gosto de me molhar tão cedo!!!