terça-feira, 12 de novembro de 2013

«O que é o Amor?»

Hoje, em vez de eu contar-lhe uma história, decidimos que ela adormeceria a conversarmos um com o outro. Coisas sem grande nexo, umas palermices e umas gargalhadas. Coisas nossas, banais. Num dos assuntos avulsos que eu ia puxando (nomes de cores, sons de animais, o que fizemos no fim-de-semana...) surgiu também em conversa a canja das avós, que ela adora. Há dias disse-lhe - e hoje voltei a dizer-lhe - que de certeza ela gosta mais daquela do que de qualquer outra canja porque as avós lhe juntam um "ingrediente especial" chamado Amor.

«Pai... o que é o Amor?», perguntou-me ela hoje.

Respondi que é o abraço da mãe, os beijos do pai, a festinha na cara que ela nos faz todos os dias, as brincadeiras que ela tem com os amigos na escola, com os primos e as primas em dias especiais e com a Mariana no verão, o carinho com que as avós maternas fazem a canja, o riso dos avós paternos do outro lado do telefone quando falam com ela... 

... e entretanto percebi que ela adormeceu, a ouvir-me.

Não sei se me ouviu depois disso mas ainda tinha algo mais para dizer-lhe.

O Amor és tu, Benedita.


Sem comentários:

Publicar um comentário