sábado, 7 de novembro de 2015

Os problemas da "pré-nacionalidade"

Há uns tempos disse-me que - antes de ir para a barriga da mãe - tinha sido "uma pedra chamada Benedita num país em que se fala Espanhol e que não é Espanha". Agora, mudou um pouco essa sua 'versão dos factos'.

Como ela ainda fala meio "Bebezês" em algumas (poucas) palavras, sempre que detectamos alguma 'calinada', corrigimos. Por exemplo, a palavra buscar ela pronuncia fuscar. Ela lá corrige e diz buscar, mas logo a seguir justifica-se:

"Sabes, Pai, eu digo fuscar porque antes de ir para a barriga da Mãe eu só falava Italiano."

Sem comentários:

Publicar um comentário